30 Ago 2016

 História

Xangri-Lá é um novo e expressivo município do Litoral Norte do Rio Grande do Sul, emancipado de Capão da Canoa, através de plebiscito em 26 de março de 1992, compreendendo nove balneários:

  • Atlântida
  • Xangri-Lá
  • Praia dos Coqueiros
  • Marina
  • Maristela
  • Remanso
  • Arpoador
  • Noiva do Mar
  • Rainha do Mar (distrito)

Origem do Nome: SHANGRI-LÁ, foi uma palavra criada pelo novelista inglês James Hilton (1900-1954), na sua obra Horizonte Perdido escrita em 1933. Shangri-Lá era um país imaginário, na região do Tibete, na qual as pessoas que lá chegavam conseguiam conservar a sua forma física, desde que dali não mais se retirasse. Nesta obra, que o cinema e as muitas traduções tornam amplamente conhecidas, James Hilton realizou um "tour de force" aliando o romance de aventuras ao romance de idéias. Xangri-Lá é um simbolo e uma aspiração. Nele não existe o mal, e a vida cresce em amor e sabedoria. Xangri-Lá é a terra dos homens felizes, constituíndo uma versão moderna da Terra da Promissão. O romance de Hilton escrito com beleza e simplicidade traduz a tranquilidade de Xangri-Lá.

Xangri = secreto  = desfiladeiro Xangri-Lá = país imaginário

A pessoa nascida em Xangri-Lá é denominada Xangrilense.

O Município compreende uma área de 61 Km2, tendo 11 Km de Costa Marítima, mar aberto. Tem como principal atividade econômica a promoção turística e a construção civil, que absorve a mão de obra local, gerando empregos durante todo o ano. Possui 10.500 habitantes na baixa temporada e nos meses de janeiro e fevereiro, a população flutuante gira em torno de 100 mil pessoas. Deste número de habitantes 5.380 são eleitores, conforme censo IBGE e Fórum Regional Eleitoral de Capão da Canoa.

Fonte: Prefeitura de Xangri-lá

 

Green Island

RocketTheme
Uma casa à beira-mar com toda estrutura para atender os moradores: cadeiras, guarda-sóis, barracas... Saiba mais

Apoiadores